Wednesday, 06 January 2021 22:02

Fábio Mota determinado para 2021

Written by

Fábio Mota regressou este ano à Velocidade Nacional, depois de longos anos nas pistas europeias, e rapidamente mostrou competitividade.

O piloto de Vila Nova de Gaia faz um balanço positivo da temporada de 2020 e lança objectivos para 2021.

Foi uma temporada exigente, dadas as circunstâncias em que vivemos presentemente. Com que espírito iniciaste o campeonato?
Fábio Mota: “Este era um ano especial. Antes de mais, quero dar os parabéns à FPAK e aos promotores do Campeonato Open de Velocidade de Portugal por terem conseguido realizar uma temporada digna da principal competição de pista do nosso país em circunstâncias tão difíceis. Fomos sempre olhando evento a evento e tomando os cuidados necessários para evitarmos a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda assim, fui infectado, mas sem quaisquer problemas de saúde.
Para além disso, era tudo muito novo na nossa estrutura e sabíamos que seria difícil que tudo corresse de forma a podermos lutar pelo título até ao fim da temporada. Por isso, decidimos olhar para cada fim-de-semana e fazer o máximo possível, abordagem que nos garantiu diversos pódios.”

Este ano regressaste ao automobilismo nacional, depois de uma longa passagem pelas pistas europeias, e tiveste de lidar com muitas novidades – carro, equipa, colega de equipa. Como foi gerir tudo isto?
Fábio Mota: “Já não trabalhava com a Fabela Sport desde 2009 (?), e o Porsche 911 GT3 Cup era completamente novo para mim. O Bruno, já o conheço há muitos anos, mas como colega de equipa foi uma novidade, mas penso que tudo correu muito bem, como demonstram os resultados, visto que estivemos sempre na luta pelos lugares do pódio. No geral, o balanço é muito positivo, mas como é normal no automobilismo, existem sempre margem de evolução e correcções a fazer.”

Terminaste a temporada no quarto posto da categoria GT do Campeonato Open de Velocidade de Portugal. Que balanço fazes?
Fábio Mota: “O balanço é claramente positivo! É um projecto muito novo e sabíamos que outras equipas estariam em vantagem devido à sua experiência na competição. Ainda assim, estivemos sempre na luta pelos lugares do pódio e mostrámos muita competitividade. Tivemos a contrariedade do incidente em Braga que nos roubou muitos pontos, mas sem este, estaríamos ainda mais bem classificados. Penso que foi um bom começo para este projecto.”

Depois dos bons resultados deste ano, quais são os teus planos para a próxima temporada?
Fábio Mota: “O nosso objectivo é continuar com este projecto, evoluir, criar as condições para evitar os erros deste ano e lutarmos em 2021 pelo título do Campeonato Open de Velocidade de Portugal. É para isso que estamos a trabalhar.”

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.